bc-pro-reconstrutor

Chega de sofrer com candidíase e com medo de falar sobre o assunto, afinal, esse é um problema que afeta 3 em cada 4 mulheres e as causas já foram definidas. Dentre elas, a principal causa da candidíase é a flora vaginal alterada, entretanto, atualmente existem tratamentos e prevenções eficazes que, inclusive, vamos apresentar para vocês.

Mas antes, saiba tudo sobre essa infecção, como vencer o problema e acabar com esse tabu, afinal, quando sabemos exatamente sobre o assunto é muito mais fácil de resolver a questão. Hoje, você vai descobrir como acabar de vez com a candidíase nesse Guia completo que a BeautyClass preparou, confira!

O que é candidíase? O que causa? Como acabar?

Primeiramente, a candidíase é uma infecção causada por um fundo cujo nome científico é Candida albicans. Ao alcançar a área genital, o mesmo pode provocar alguns sintomas, sendo os mais comuns a coceira e a inflamação. Além é claro, do incômodo que a candidíase causa na mulher.

Outras vezes a candidíase age descontroladamente quando nosso sistema imunológico e a flora vaginal estão desregulados, o que necessita de auxílio e tratamento. Contudo, não há razão para se desesperar, vamos abordar em nosso Guia como acabar e prevenir a candidíase.

Guia Completo sobre a Candidíase

A maior preocupação sobre a candidíase é saber se ela tem cura e quais são os principais tratamentos que acabam com ela. Além disso, saber como deixar nossa flora vaginal equilibrada e protegida para não se preocupar mais com o assunto também é algo muito importante

É justamente isso que vamos abordar hoje em nosso Guia, desse modo, o assunto vai deixar de ser algo vedado e o problema será resolvido de uma vez. Aliás, a candidíase é mais comum do que pensamos, por isso, não precisa ser temida. Acompanhe tudo sobre o assunto com a gente!

Quais são os tipos de candidíase?

Existem 5 tipos de candidíase, sendo eles: “vaginal, oral, no homem, na pele e no intestino”. Vamos abordar cada uma delas para você conhecer, entender e saber como prevenir sua flora vaginal do problema.

  1. Candidíase vaginal

    Uma das mais comuns e aquela com que mais nos preocupamos, contudo, você sabe como se pega? Nesse caso, o mais comum é que ela apareça quando o sistema imunológico está baixo.

    Além disso, quando a flora vaginal está desregulada, outros fatores para se pegar a candidíase é o uso de antibióticos, estresse, ou ainda, o contato com secreções pela boca, vagina, garganta, ou nas relações sexuais sem proteção adequada. A falta de higiene e o uso de roupas justas também pode ocasioná-la, pois provoca calor demasiado na região íntima que precisa respirar.

  2. Candidíase oral

    A candidíase oral é bastante comum em crianças, contudo, pode acontecer com adolescentes e adultos. Ela é popularmente conhecida como sapinho e aparecem pequenas bolinhas esbranquiçadas na língua, na garganta, no céu e na boca, causando ardência e desconforto. Essa infecção também pode aparecer quando o sistema imunológico está fraco.

  3. Candidíase no homem

    Embora mais rara, o homem também pode sofrer com a candidíase, entretanto, a maioria não apresenta sintomas. Quando os têm, a coceira é o principal, seguida de dor e vermelhidão no órgão masculino.

  4. Candidíase na pele

    Também é mais comum aparecer quando o sistema imunológico está enfraquecido, e apresenta coceira na pele, principalmente nas dobras do corpo. A candidíase na pele causa ainda irritação local e vermelhidão, sendo também conhecida como candidíase cutânea.

  5. Candidíase no intestino

    Nesse caso, os principais sintomas são a presença de pequenas manchas brancas nas fezes, além de diarreia, cansaço e gases.

Agora que você já sabe os tipos de candidíase que existem, em seguida, vamos focar mais na região da flora vaginal e como saber se você está com candidíase.

Como sei que estou com a infecção?

bc-pro-reconstrutor

Para saber se você está com candidíase, vamos abordar agora os principais sintomas que o fungo provoca na mulher, ou seja, a candidíase feminina. Um dos principais indícios da infecção é a coceira vaginal geralmente acompanhada de corrimento esbranquiçado, além de ardência e dor, tanto ao urinar quanto nas relações sexuais.

Muitas vezes, o uso de remédios, como, por exemplo, antibióticos, também causam a candidíase, inclusive, quando existe a repetição do problema por mais de 4 vezes ao ano, a questão passa a ser conhecida como candidíase recorrente ou crônica.

E apesar de ser uma doença que pode ser transmitida em relações sexuais quando o parceiro está com a infecção, ela não é considerada uma doença sexualmente transmissível. Além disso, a candidíase tem cura e modos de prevenção, é sobre isso que vamos falar em seguida, confira.

Como evitar?

  • Existem algumas mudanças simples em nossa vida que ajudam a evitar a candidíase, uma delas é manter uma alimentação equilibrada e rica em fibras. Além disso, beba pelo menos 2 litros de água por dia e faça exercícios físicos, ou seja, procure uma rotina saudável em seu dia a dia;

  • Outra dica importante para evitar o problema é não consumir bebidas alcoólicas em excesso e não fumar, afinal, uma das causas da candidíase é a imunidade baixa, por isso, mantenha-se saudável;

  • A higiene na região íntima também é importante e deve ser feita pelo menos 3 vezes ao dia, sendo, 1 vez com sabonetes destinados à área íntima e 2 vezes apenas com água. Use os dedos limpos para fazer a higiene;

  • As roupas que usamos também são importantes para evitar a candidíase, um exemplo é preferir usar calcinhas de algodão e evitar materiais sintéticos. Além disso, evite roupas justas, pois podem abafar a região e proliferar os fungos que causam o problema;

  • A menstruação também pode se tornar uma vilã caso o absorvente não seja trocado com frequência, além disso, evite o uso de tampões internos. Outra dica é usar apenas papel higiênico branco e evitar perfumes na região íntima, dê preferência a sabonetes líquidos e específicos;

  • Pessoas diabéticas também sofrem com o problema, principalmente quando a mesma se encontra descompensada. Por isso, tome seus medicamentos conforme indicação médica e evite a ingestão de doces, aliás, o açúcar em excesso também é uma das causas da candidíase.

Caso seu médico tenha indicado algum remédio para candidíase use corretamente seguindo suas recomendações. Desse modo, além de curar a infecção, você poderá evitar a recorrência dela.

Saiba como é o tratamento para a candidíase

O principal tratamento para a infecção é feito por indicação médica, geralmente, com o uso de medicamentos e pomadas. Algumas vezes, principalmente na candidíase recorrente, é feito um exame chamado antifungigrama, ele identifica o remédio mais adequado para a cura da infecção.

Durante o tratamento indicado pelo médico, alguns cuidados também devem ser seguidos, como, por exemplo, evitar comer doces, pois o açúcar facilita a proliferação dos fungos da candidíase. No homem, ela também deve ser tratada e o tratamento é o mesmo usado na candidíase feminina.

Vale ressaltar que a ela dura até 9 dias, se tornando algo bem desagradável durante o período, por isso o tratamento se torna tão importante e pode durar até 15 dias, entre medicamentos e pomadas, principalmente para cessar a ação do fungo.

Contudo, ela tem cura e prevenção, em seguida, você vai saber uma maneira de prevenir e se livrar de vez do problema. São cuidados simples, mas que fazem a diferença na vida da mulher, confira!

Saiba como prevenir

Agora que você já sabe que a candidíase é mais comum do que se imagina, que 3 em cada 4 mulheres já apresentaram o problema e, além disso, ela pode ser causada por diversos fatores, ela precisa deixar de ser um tabu e encarada de uma vez. Não existe motivo para sentir vergonha do problema, principalmente porque ele pode ser resolvido.

Você conhece a Flora Care? Essa novidade incrível regula a flora vaginal, ou seja, o pH da região íntima e hidrata profundamente. Desse modo, o skincare íntimo, age para prevenir a proliferação de fungos na região, ou seja, a Flora Care previne a candidíase.

Em textura gel, o produto tem um aroma suave e garante muito mais saúde para a flora e sabe porquê? Conheça as propriedades que fazem da Flora Care um excelente protetor da candidíase:

  • Prebiótico — age para manter a flora vaginal saudável;
  • Ácido Hialurônico — hidrata a região intima e a mantém confortável;
  • Óleo essencial lavanda — é o responsável pelo aroma suave e agradável da Flora Care.

Desse modo, a Flora Care se torna um dos melhores produtos para prevenir a infecção, mesmo a recorrente, já que ao usar pelo menos três vezes na semana, ele vai garantir a saúde da região vaginal, justamente porque regula o pH íntimo. Assim, o produto também faz parte do tratamento para acabar com o problema.



Agora que você já sabe tudo sobre candidíase, ajude suas amigas para que o problema deixe de ser recorrente, principalmente, nas mulheres.. Além disso, hoje podemos contar com um produto de qualidade que veio para ajudar milhares de mulheres que sofrem caladas. A Flora Care da Farmadelas é indicada para você!

bc-pro-reconstrutor